Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros para adiar o fim do mundo

Um cantinho para "falar" de livros, para trocar ideias, para descobrir o próximo livro a ler.

Um cantinho para "falar" de livros, para trocar ideias, para descobrir o próximo livro a ler.

Livros para adiar o fim do mundo

27
Dez20

2020 em livros e leituras - um balancete.

livrosparaadiarofimdomundo

Fui ali atrás reler o que escrevi como desafios para 2020. Desafiei-me a 

#1 - comprar livros ao ritmo que os leio (consegui escrever isto sem me rir!)

Não posso dizer que tenha conseguido um sucesso por aí além, mas a pilha de livros comprados e (ainda) não lidos é bastante menor do que nos anos anteriores. Dela constam:

Wook.pt - Rabos de Lagartixa  Wook.pt - Uma Caneca de Tinta Irlandesa  Wook.pt - Lincoln no Bardo

A esta teremos de acrescentar aqueles que comprei, cuja leitura iniciei e, sem qualquer razão, ficaram a estagiar por aí, e os (ainda) abandonados são:

Wook.pt - A Guitarra Azul  Wook.pt - O Elefante Evapora-se 

E Aqueles cuja compra é tão recente que não se pode considerar um incumprimento

Wook.pt - O Barulho das Coisas ao Cair  Wook.pt - A Odisseia de Baldassare

Um que requisitei na Biblioteca, comecei, mas ainda não terminei

Wook.pt - Memórias de um Gato Viajante

Um emprestado, que aguarda a minha atenção

Wook.pt - Queria Ter Alguém à Minha Espera Num Sítio Qualquer

Quando comecei, parecia-me menos... mas há anos em que isto é muito pior. Assim sendo, parece-me que já tenho projeto de leitura para janeiro de 2021.

#2 - requisitar mais livros na biblioteca.

Consegui, sim senhor, daqui de onde estou, parece-me que foram pelo menos três. (Consegui dizer isto sem me rir.)

A Vegetariana  Atos Humanos  Wook.pt - Crónica de um Vendedor de Sangue

#3 - pedir livros emprestados.

Aqui é que se deu uma verdadeira revolução, li quinze livros emprestados. Estou uma leitora mais sustentável, menos compulsiva e a troca de sugestões de eleituras é sempre uma oportunidade de conhecer autores diferentes, livros que, possivelmente, nos passariam ao lado. Não me arrependo em nada desta decisão. Alguém tem um livrinho para me emprestar?

#4 - trocar livros (parece-me muito boa ideia, porque eu sou muito possessiva com os livros, mas há alguns que não faço questão de manter, uma pessoa não acerta sempre e há sempre uma opinião doferente da nossa - aproveito já para trocar O tempo entre costuras - alguém interessado?)

Não fiz, de todo.

#5 - ler 52 livros este ano, um por semana. Mas não vou parar se conseguir ler mais.

Não consegui, mas houve semanas em que li bem mais do que um livro, portanto devo ter pontos pela participação, além de ter acertado em metade do enunciado.

#6 - substituir a resolução 5 por um valor em páginas, se ler 52 livros com 100 páginas, terei lido menos se definir os objetivos por páginas. Vou pensar num valor... hummm, talvez 20 páginas por dia, o que daria cerca 7300 páginas. 

#7 - ler 8000 páginas em 2020.

Li, mais coisa menos coisa, 12 271 páginas, e ainda não contabilizei os livros que não terminei, nem aqueles sobre os quais ainda não escrevi no blog, nem o que estou a ler neste momento. Estou aqui a dar-me palmadinhas nos ombros.

#8 - ver mais filmes.

Nem sei o que fiz... não foram mais do que em 2019, de certeza.

#9 - viajar mais... se o puder fazer sem por em causa o sustento da família. Vou ali dizer aos meus filhos que afinal o ensino superior não é assim tão importante.

Rir para não chorar, rir para não chorar, rir para não chorar, rir para não chorar...

#10 - procurar ser uma versão melhor de mim mesma - a única resolução que levo mesmo a sério - isso implica ser melhor com os outros, melhor comigo mesma, cuidar de mim, ler mais, aprender mais, ouvir mais, falar menos, ser mais tolerante, ser mais proativa, ser mais interventiva socialmente, preocupar-me mais, responsabilizar-me mais. Pronto, fazer mais exercício físico.  Emagrecer, emagrecer, emagrecer. Parece-me que o ano 2020 não vai ser fácil.

As coisas em que eu me meto. Sei lá se fui uma versão melhor de mim mesma! Tentei, juro que tentei. Fiz mais exercício, parece-me que devo ter feito aí umas dez caminhadas. Não emagreci, mas recuso-me contar se engordei. 

Pronto, 2020 não foi fácil!

Siga-me para mais balanços pouco sérios. Amanhã - oh terror de qualquer escritor - publicarei a lista dos melhores livros de 2020 - para mim, pois claro!, bem como outras estatístcas absolutamento inúteis, mas eu gosto de listas e de estatística. 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub