Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros para adiar o fim do mundo

Um cantinho para "falar" de livros, para trocar ideias, para descobrir o próximo livro a ler.

Um cantinho para "falar" de livros, para trocar ideias, para descobrir o próximo livro a ler.

Livros para adiar o fim do mundo

03
Jan21

#2/2021 - A Guitarra Azul, John Banville: da memória como tema literário

livrosparaadiarofimdomundo

Porto Editora

239 páginas

Leitura terminada

Este romance andou por aqui sem estar terminado cerca de dois meses. Ia tão bem e, de repente, pu-lo de parte. A razão por que ponho um livro de parte pode ser tão ridícula como querer ler e não me apatecer subir as escadas para ir buscar  o livro que estou a ler e começo a ler outro, coisas assim. Faltava muito pouco para o terminar, não encontro explicação.

John Banville foi dos poucos escritores de quem li mais de um livro em 2020 (2021...?). Gostei tanto de O Mar, que comprei este A Guitarra Azul. Narrado na primeira pessoa, acompanha o fluxo da memória de Oliver Orne, desde o momento em que foge de casa, devido ao facto de ver descoberta a relação extraconjugal que mantém com a mulher do seu melhor amigo. Desiludam-se, o livro é muito mais do que a descrição deste triângulo amoroso, é sobretudo uma viagem ao centro de si mesmo, crua, despudorada, sem filtros, como já contecia no romance anterior. O narrador/protagonista abre o romance refeindo-se à sua cleptomia, o desejo de possuir coisas dos outros, apropriando-se delas de maneira subtil e dissimuladamente. Polly, a sua amante, surge como mais uma posse que se lhe impõe a partir de um jantar em que Oliver fica quase obcecado por ela.

Partindo deste motivo, Olly revisita a sua infância, a relação quer com o pai quer com mãe, mas também com a irmã, com a sua arte - é pintor - e com o bloqueio que o domina no presente, o seu casamento com Glória, o impacto que a morte da sua filha teve sobre ambos, entre outros episódios que, longe de o caracterizarem, mais esborratam as tintas e mais diluídas parecem as linhas.

Outro aspecto interessante,  e que eu valorizo sempre muito nas minhas leituras, é o constante reenvio para objetos estéticos exteriores ao próprio livro: obras de pintores famosos, poemas, livros, que continuamente espelham o momento ou o episodio abordado no livro. A memória nas suas diferentes aceções é tambem um tópico literário que me desperta muito interesse e, neste romance, cruzam-se várias memórias. Também a força da linguagem, a mestria no domínio das palavras, medidas e pesadas para ocuparem o seu lugar na frase - aspeto reconhecido em muitas das críticas sobre este livro - é notória. Aplica-se a estas páginas a metáfora da filigrana: delicados fios que são soldados uns aos outros para formar um objeto muito maior, um padrão, é isso que acontece neste livro.

A guitarra azul  foi mais uma experiência de verdadeira literatura, um objeto estético exigente. 

PS. Há também no livro uma ambiência tipicamente irlandesa: do chá, do frio, da chuva, das relações sociais, de que também gosto muito, talvez por causa das minhas memórias das leituras de Enid Blyton.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2022
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2021
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2020
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2019
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2018
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2017
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2016
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2015
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2014
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub