Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros para adiar o fim do mundo

Um cantinho para "falar" de livros, para trocar ideias, para descobrir o próximo livro a ler.

Um cantinho para "falar" de livros, para trocar ideias, para descobrir o próximo livro a ler.

Livros para adiar o fim do mundo

26
Dez20

#45/2020 - A educação de uma fada, Didier Van Cauweleart: arqueologia das estantes

livrosparaadiarofimdomundo

Editora Ambar

196 páginas

Encontrado numa escavação arqueológica nas minhas estantes.

É verdade, o grau de desconhecimento do conteúdo das minhas estantes é preocupante, se não for senilidade, é decerto prova de que compro mais livros do que aqueles que leio e isso não me deixa feliz. Não me lembro onde comprei este livro, não me lembro quando o comprei. A edição é de 2001. é mais recente do que julgava.

Um dia destes, procurando outra coisa completamente diferente, deparei-me com este livro. Este ano, uma das ideias que tive para presente de Natal para uma pessoa de quem gosto muito foi oferecer um dos livros da minha estante. A ideia era dar um presente com verdadeirovalor afetivo - dar um dos meus livros é dar um pouco de mim, sem anestesia - além de ser mais sustentável. A decisão não foi fácil, era preciso que eu já o tivesse lido, era preciso que eu tivesse gostado, uma das hipóteses teve de ser colcada de parte, por ser demasiado triste. E isto já parece um episódio dos Simpsons, não era disto que eu vinha falar. Enquanto selecionava o livro, encontrei este, parecia-me excelente para oeferecer, mas não podia ser, eu não me lembrava de o ter lido. Acabei por me decidir por outro e por tirar este da estante e decidir-me a lê-lo.

Chegei neste preciso momento dessa leitura. Estou a escrever a quente. Hoje é um dos meus dias preferidos. Depois da azáfama do Natal, das idas e das vindas, da cozinha e etc, o dia 26 de dezembro calhou a um sábado e um sábado frio. Com a lareira acesa, dediquei-me a horas tranquilas de leitura. Se isto não é a felicidade, não sei o que seja. Mas não foi bem uma leitura, foi uma voragem.

A estrutura do romance obedece ao fluxo de consciência dos seus dois protagonistas: Nicolas, um criador de jogos e brinquedos, e Cesar, uma emigrante iraquiana, curda, operadora de caixa num supermercado, que se conhecem e se leem pelos olhares trocados na caixa, tentando conhecer o outro nesse entremeio breve. São almas sensíveis, que carregam as suas mágoas e incertezas acerca do futuro. Pelo meio, há Raoul, uma criança de sete anos, que precisa desesperadamente de uma fada que lhe conceda três desejos. E o resto é uma escrita inteligente, sensível, bem-humorada, comovente e fluida que nos permite horas de excelente leitura. Há, neste livro, passagens belíssimas, verdadeiros bombons de Natal, que somos forçados a reler para intensificar o sabor. É tão bonito este livro! Pontuado de episódios enternecedores, edificantes e verdadeiros momentos de inspiração para nos conduzirmos na vida. Tornou-se, neste dia, um dos melhores livros que li em 2020. A arqueologia é uma ativiade que compensa.

Já quanto ao autor, que parece não estar praticamente traduzido em português - agora que eu me sentia capaz de aprofundar  a sua obra - é um importante escritor francês, bastante premiado, cujos livros inclusivamente se encontram adaptados aos cinema, como o filme Desconhecido/Sem Identidade, com Liam Neeson, de 2011. Quem diria?

Vou ali às minhas estantes, procurar mais uns livros..., mas não é já, porque hoje comprei mais um livro, O barulho das coisas ao cair, de Juan Gabriel Vásquez, a culpa não foi minha, tinha 10 euros de desconto na Bertrand. Já vos conto.

3 comentários

  • Talvez. Como é uma edição com alguns anos e antes da troika pode ser que sim. Espero que sim. Gostaria imenso que o lesse e que depois o discutíssemos. Aqui não posso dizer muito, porque estragaria o encanto.
  • Imagem de perfil

    Almerinda 29.12.2020

    Que saudades que tenho do meu clube de leitura. Era isso, discutíamos o que líamos. Saudades mesmo.
    Vou ver aqui no meu concelho se a Biblioteca o tem.
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Arquivo

    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2021
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2020
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2019
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2018
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2017
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2016
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2015
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2014
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    Em destaque no SAPO Blogs
    pub