Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Livros para adiar o fim do mundo

Um cantinho para "falar" de livros, para trocar ideias, para descobrir o próximo livro a ler.

Um cantinho para "falar" de livros, para trocar ideias, para descobrir o próximo livro a ler.

Livros para adiar o fim do mundo

05
Out21

Feliz Dia do professor

livrosparaadiarofimdomundo
A minha professora primária foi a D. Teresa. começou a dar-nos aulas muito jovem e recém casada, o marido levava-a para a escola de bicicleta. Aos meus olhos, era lindíssima. Aprendi imenso com ela durante três anos, aprendi a gostar da escola de maneira absoluta, de tal forma que não gostava das férias porque interrompiam a escola, que era o sítio onde eu mais gostava de estar, só concedendo um bocadinho à leitura, depois que a descobri. Foi com ela que descobri que queria ser professora.

 

Quando terminei a 4ª classe, a D. Teresa deu-me um presente, um livro de autógrafos, com capa verde, que ainda conservo. O primeiro autógrafo que pedi foi o dela.

 

A D. Teresa foi a primeira pessoa a acreditar em mim, acreditava tanto em mim que conseguiu convencer os meus pais a deixarem-me prosseguir estudos, porque era mesmo uma pena..., escapando assim ao destino da maior parte das meninas da minha idade: trabalhar nas fábricas, onde a oferta de emprego era muito maior que a procura.

 

Mantive com ela uma relação que se tornou amizade: eu seria para ela sempre a Nelinha e ela nunca deixou de olhar para mim como quem acredita. No dia da benção das fitas, no final do percurso académico, ofereci-lhe uma fotografia, reconhecendo que tudo tinha começado com ela. Foi ao meu casamento e ao batizado do meu primeiro filho e foi ela quem ofereceu a conha com que sobre ele se derramou a água da unção.

 

A D. Teresa veio a falecer de cancro, pouco tempo depois, uma doença que também acompanhei de perto, visitando-o no hospital. No seu funeral, chorei como quem chora alguém de família, ainda hoje sinto falta dela na minha paisagem emocional.

 

Partilho convosco esta história, porque para cada um de nós, há de haver um aluno que contará a alguém a forma como fomos importantes na sua vida. Não somos importantes para todos, não somos importantes para todos da mesma forma, mas tocamos muitos, fazemos aquela diferença que as estatísticas não contabilizem, porque não é do domínio do contável, mas é a diferença que conta.

 

Partilho também para que nos recordemos que temos a profissão mais bonita do mundo, mesmo que, na espuma dos dias, isso não seja relevado, a verdade é que é mesmo assim. Todos nós fomos alunos, todos nós temos as nossas referências, as minhas são muito mais do que a D. Teresa, mas, acima de tudo, todos nós já constituímos uma referência especial para alguém. É isso que nos escora.

 

Feliz dia do Professor,

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub